“O Que De Tudo Isso Ficará?” “O Que De Tudo Isso Ficará?”

Ontem reencontrei este vídeo e, mais uma vez, me embriaguei nele. ♥

No texto incomum de Paulo Scott, o duelo das palavras. Uma poética fraturada que não faz concessões. Poemas que dilaceram. Instigam. Transgridem. A timidez do monstro é a poesia de um tempo que exige um novo verbo para se dizer” (Fabrício Carpinejar).

Abaixo, o texto de Paulo Scott, por Maria Rezende:

PS acustico: Aqui.