Irrupção de epifanias Irrupção de epifanias

Pra inspirar a semana! ♥

Sigur Rós – Valtari from Sigur Rós Valtari Mystery Films on Vimeo.

A banda islandesa Sigur Rós, de Jónsi, compartilhou o 14º vídeo de seu “Valtari Mystery Film Experiment“.

A experiência desafia dezenas de realizadores a interpretar as canções do último álbum da banda com orçamentos limitados. O diretor sueco Christian Larson, bailarino de formação, é o mais recente colaborador do projeto, com um incrível vídeo feito em parceria com o coreógrafo Sidi Larbi Cherkaoui.

Um trabalho mágico, em que os bailarinos James O’Hara e Nicola Leahey se reconhecem numa progressão de movimentos sensuais. Uma irrupção de epifanias que se fundem com as melodias glaciares de “Ekki Múkk”, “Valtari”, “Rembihnútur” e “Varúð”.

Rockstars Exposed Rockstars Exposed

The Moment After The Show é um projeto do fotógrafo suiço Matthias Willi e do jornalista Olivier Joliat. A idéia é capturar os momentos adrenalizados do backstage de estrelas do rock, logo após suas apresentações.

O livro é um registro fascinante, de mais de 100 bandas em 144 páginas de fotografias, que buscam representar o impacto físico e emocional do artista, logo após o término dos shows.

Vejam abaixo:

Joey Castillo and Josh Homme (Queens of the Stone Age)

Iggy Pop

Gnarls Barkley – Danger Mouse and Cee-Lo Gre

Mike Patton (Fantoma/Faith No MOre)

Jesse Hughes (Eagles of Death Metal)

Chino Moreno (Deftones)

Robert Trujillo (Metallica)

Els Pynoo (Vive La Fête)

Juliette Lewis (The Licks)

O livro pode ser encomendado aqui.

P.S. So Many Ways To Love The Black Keys P.S. So Many Ways To Love The Black Keys

Dan Auerbach e Patrick Carney fazem do “Black Keys” um dos maiores nomes do rock atual. A dupla produz discos impecáveis, que esbanjam blues, em álbuns em que cada faixa arranca um novo riff mais eletrizante que o anterior. A voz de Auerbach, “predominantemente em registo de falsete, permite sobreposições de sonoridades, tanto no domínio de Jimmy Hendrix, como em baladas com batidas mais espaçadas, balanceadas, trémulo melancólico na voz e peculiares apontamentos na guitarra vintage”, que tornam sua performances energéticas e emocionantes.

Além disso, os cartazes dos shows são bárbaros, acompanhando esteticamente o aprimoramento sonoro da banda.

Ouçam e vejam abaixo: (creio que “Brothers” tenha sido um dos álbuns que eu mais ouvi entre 2010 e 2011).

Achei a dica sobre os pôsters na Noize.

Leia aqui a discografia comentada da banda.

Monsterbox – Uma animação sensível e tocante Monsterbox – Uma animação sensível e tocante

“Monsterbox” é uma animação 3D criada por um grupo de estudantes da escola francesa de Design Artístico e Entretenimento Bellecour: Ludovic Gavillet, Lucas Hudson, Colin Jean-Saunier e Derya Kocaurlu.

Um trabalho encantador, uma explosão de cores que supera a barreira da linguagem, e nos faz relembrar de valores fundamentais da existência.

Vejam que lindo ♥

Monsterbox from Bellecour 3D on Vimeo.

Achei no Update or Die

Sobre A Vida Que Passa Sobre A Vida Que Passa

¿Qué haría yo sin lo absurdo y lo fugaz?
(Frida Kahlo)

Foto de Charles Bergquist

Capas Variantes Da Marvel No Estilo De Grandes Pintores Clássicos Capas Variantes Da Marvel No Estilo De Grandes Pintores Clássicos

A Marvel lançou uma edição muito bacana de capas variantes especiais, baseadas em grandes pintores clássicos, como Rembrandt, Michelangelo, Monet, Pollock e Schielle.

Os artistas envolvidos no projeto são: Alex Maleev, Michael Kaluta, Gabriele Dell’Otto, Greg Horn, Gerald Parel, entre outros.

Veja, que lindo:

LEMBRA? LEMBRA?

“Lembra o tempo
em que você sentia

e sentir
era a forma
mais sábia de saber

E você nem sabia?”

Poema de Alice Ruiz
Foto de Paolo Collona

Exit Through The Gift Shop de Bansky Na Íntegra Exit Through The Gift Shop de Bansky Na Íntegra

Um documentário fascinante que instiga a reflexão e o debate sobre a arte contemporânea: um must see.

Adrenalina, anos de filmagem de “Thierry Guetta” e milhares de horas de material compilados sobre intervenção urbana e street art. Um recorte histórico em que subliminarmente Bansky passa a mensagem de que, pouco a pouco, a street art torna-se oficial e institucional.

Sátira, paródia, crítica, construção e desconstrução de vínculos, em um brilhante documentário performático, no qual Bansky, mais uma vez, assina sua obra, mas nega vinculá-la a um rosto.

Um dos filmes mais importantes do novo século, senão “o” filme mais importante, “Exit Through the Gift Shop” foi lançado em 2010, indicado para o Oscar de Melhor Documentário, e pode ser assistido (com legendas em português) no vídeo abaixo“.

Reencontrei essa maravilha no Calmantes com Champagne 2.0